TOP 10 Melhores Animes - Temporada de Abril/Primavera/Spring 2017 - HGS Anime HGS Anime: TOP 10 Melhores Animes - Temporada de Abril/Primavera/Spring 2017

quarta-feira, 12 de julho de 2017

TOP 10 Melhores Animes - Temporada de Abril/Primavera/Spring 2017


Este é o post em que listarei os 10 que mais gostei de assistir na temporada de abril. Lembrando que alguns dos animes entram na lista só para completar o "top10" mesmo.

Para cada anime haverá um mini e resumido review. A classificação é feita pelos que mais gostei de ver / mais entretiveram (alguns estão em ordem aleatória por empate), já a nota é pela minha crítica ao mesmo.  Na tabela a representação das notas. Clique aqui e entenda melhor sobre o sistema de notas.

Regras:
1. Animes que ainda não acabaram não entram no TOP.
2. Animes de outras temporadas que acabaram nesta podem entrar.

Postagens relacionadas:



***

10º - Rokudenashi Majutsu Koushi to Kinki Kyouten (Akashi Records)

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Magia, Fantasia, Escolar
Diretor: Minato Kazuto
Estúdio: LIDENFILMS (Arslan Senki, Terra Formars)
Episódios: 12

Sobre: A história começa quando uma aluna se irrita com o protagonista, um professor preguiço, e acaba o derrotando-o em um duelo. Mas quando a escola é a ameaçada ele mostra do que realmente é capaz.

9º - Granblue Fantasy: The Animation

Fonte: Linha de Action-Figures
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Diretor: Yuuki Itou (Mahou Shoujo Lyrical Nanoha ViVid)
Estúdio: A1-Pictures (SAO, Shigatsu Kimi no Uso)
Episódios: 14

SobreA história é sobre um menino chamado Gran e um lagarto voado falante chamado Vyrn. Um dia, eles encontram uma garota chamada Lyria, que havia escapado do Império Erste, um governo militar que está tentando governar este mundo usando poderosas proezas militares. Para escapar do Império, Gran e Lyria dirigem- se para o vasto céus, segurando a carta que o pai de Gran deixou para trás – que disse: “Estarei esperando em Estalucia, Ilha das Estrelas”.

Review

Um bom entretenimento visual, mesmo que com inúmeras questões de roteiro em aberto.

Granblue serviu bem com sua ótima animação com cenas de ação muito bem feitas e coreografadas, ainda que os designs e filtros não agrassem a todos. A história não se desenvolveu tanto ao ponto de seu término ser satisfatório, nem ao menos deu a impressão que a aventura tinha evoluído muito, mas provavelmente vão anunciar uma nova temporada com o sucesso que a série é no Japão. 


A narrativa episódica das aventuras foi um tanto lenta focando nos diálogos e ambientação local de cada nova região que os personagens iam visitar, mas pode valer como passatempo assistir, deixando de lado a falta de desenvolvimento de inúmeras questões. A ambientação se mostra interessante e curiosa para se atentar a dar uma olhada. Nota: 7/10

8º - Little Witch Academia

Fonte: Mangá
Gênero: Aventura, Comédia, Fantasia, Magia, Escolar
Diretor: You Yoshinari (Little Witch Academia OVA)
Estúdio: Trigger (Kill La Kill, Kiznaiver)
Episódios: 25

Sobre: A história se passa em torno de uma bruxa preguiçosa e desengonçada que entra para uma escola de bruxas e com suas amigas envolve-se em uma disputa que leva à proteção de uma pedra sagrada.


Nota (Gapso): 7/10


7º - Seikaisuru Kado (Kado: The Right Answer)

Fonte: Mangá
Gênero: Sci-Fi
Diretor: Kazuya Murata (Suisei no Gargantia)
Estúdio: Toei Animation (Dragon Ball, One Piece)
Episódios: --
PV1 PV2 

Sobre: Na história, o protagonista está com outras 251 pessoas em um avião que pousa inusitadamente em uma estrutura gigante que aparece no ar. Quanto todos desembarcam, um estranho homem de feição humana aparece e o celular de todos passageiros começam a tocar com uma mensagem deste para cada cidadão do Japão: "Eu, Yaha-kui zaShunina, por meio desta messagem notifico que eu vou intervir nos assuntos internos do Japão."


Review Completo do Anime Aqui (Tohno).

Nota (Gapso): 7/10.

6º - Renai Boukun

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Romance, Sobrenatural, Escolar
Diretor: Atsushi Nigorikawa
Estúdio: EMT² (Ame-iro Cocoa)
Episódios: 12
PV1

SobreO “Kiss Note” é um caderno que que faz com que duas pessoas se apaixonarem depois de se beijarem e terem o nome escrito nele. O caderno pertence a um cupido/anjo que acidentalmente escreve o nome de um aluno que não estava interessado em nenhuma garota no caderno. Agora ela tem que fazer ele se apaixonar por alguma garota e a beijar, ou então ela vai morrer. Ela então tenta fazer ele beijar a garota mais popular do colégio, que eles não sabem que é na verdade uma stalker yandere.


Review

Renai Bouku foi divertido e relativamente razoável em sua história. O que chamou mais atenção, me prendendo ao anime durante o tempo todo, foram o elenco de personagens doidos e peculiares que formavam um bando de casal maluco. Ver a encrenca e vergonha alheia entre eles foi certamente cômico, mesmo com vários poréns e apesares aqui e ali sobre o roteiro. As brechas para o romance que apareceram em alguns momentos durante a série também ficaram bacanas e bonitas por sinal. Não vou entrar no mérito das problematizações que o anime possui, pois sei destes, mas apenas estou colocando o peso que teve como um entretenimento agradável.

O anime ainda desenvolveu os personagens, os conflitos e a heroína principal (que ficou com os sentimentos em aberto no fim), mas no geral serviu como um entretenimento semanal divertido. Como comédia despretensiosa apenas para passar o tempo, vale a pena dependendo do senso de humor por um anime tão maluco como esse. Nota: 7/10

5º - Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? 

Fonte: Light Novel
Gênero: Drama, Fantasia, Romance, Sci-Fi
Diretor: Junichi Wada
Estúdio: Satelight e C2C (Log Horizon e Aquarion Logos)
Episódios: 12
PV1

Sobre: A história acontece em um mundo em que há quinhentos anos desde que a humanidade foi extinta pelas mãos de temíveis Feras. Até mesmo nos céus, onde as raças sobreviventes habitam em ilhas flutuantes, essas monstruosidades ameaçam constantemente trazer morte e destruição. Apenas um pequeno grupo de jovens pode empunhar as armas antigas necessárias para derrotar estas criaturas. Nas vidas instáveis e fugazes destas meninas, onde a morte certa pode vir a qualquer momento, surge algo improvável: Um jovem que perdeu tudo há quinhentos anos, o último ser humano vivo que despertou de um longo e gelado sono liderá o grupo de garotas para acabar com essas feras.


4º - Shingeki no Kyojin 2 

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Fantasia, Sobrenatural, Drama
Diretor: Masahi Koizuka
Estúdio: WIT Estúdio  (Koutetsujou no Kabaneri)
Episódios: --

Sobre: Segunda Temporada. A humanidade  vem sendo exterminada por gigantes. Porém alguns seres humanos estão dispostos a mudar história e formar um exército de ataque aos seres assassinos. Eren, após ver sua mãe ser devorada por um gigante decide que não deixará nenhum deles vivo e buscará sua vingança completa.

Review

A segunda temporada foi notoriamente um tanto mais precária que a primeira na produção - tanto é, que usaram CG do último game da franquia para o PS4 no titã colossal na segunda temporada.

Enfim, adaptaram um arco que era relativamente curto dessa vez, o que necessitou da produção adiantar um bando de flashbacks - que no momento atual servia como spoiler da história - para suprirem o devido tempo para que tudo se encaixasse em 12 episódios. No geral, porém, a animação de Shingeki no Kyojin é muito melhor visualmente e no diz respeito ao impacto de inúmeras cenas do que no mangá, e por este motivo a série foi novamente decente.

A trilha sonora incrível de Sawano, bem como os filtros digitais muito bem passados nos personagens e esquemas de direção [esses um tanto duvidosos] proporcionaram uma temporada bacana que manteve aflição de quem não leu o mangá praticamente em todos episódios. Começaram e acabaram com muita agitação e mistério, sem enrolar mais do que era necessário. Foi uma boa temporada com um cliffhanger para a terceira que vem em abril de 2018. Nota: 8/10

3º - Tsuki ga Kirei

Fonte: Original
Gênero: Romance, Escolar, Drama, --
Diretor: Seiji Kishi (Angel Beats, Assass. Classrom)
Estúdio: Feel (Oregairu 1)
Episódios: --
PV1


Sobre: "Nova história de amor original e completa, o herói do terceiro ano colegial, Kotaro Azumi e Akane Mizuno. Duas pessoas que se tornaram colegas de classe pela primeira vez na terceira série, enquanto relacionam-se com outros colegas e adultos, vão crescendo pouco a pouco para mudar a si mesmo e acabam notando um ao outro".

Review
Provavelmente será um dos melhores romances deste ano, muito difícil superarem.

Tsuki ga Kirei colocou em pauta um romance muito leve e incrivelmente natural que se desenrolou na melhor forma possível. As reações e os sentimentos passados pelo casal protagonista foram ridiculamente naturais e reais. Foi incrível como conseguiram transparecer o que cada um deles sentia em determinados momentos tão bem, isso com certeza é de se prestigiar e muito.

O romance também teve seu diferencial em não levar o anime todo para desenrolar. Não enrolaram, e mais uma vez repito como foram mais autênticos o possível com o real nas atitudes que foram tomadas durante a série para o desenvolvimento de cada personagem. O protagonista citando frases do Dazai do começou ao fim foi muito impactante e subjetivo.

Não bastou só o romance, também desenvolveram as outras variáveis que conflitavam com o amor dos personagens principais, o que existe e sempre existirá mas que quase nunca é abordado em animes, que só mostram que tal casal ficou junto e a partir disso viveram felizes para sempre sem mais nenhuma dificuldade. Da mesma forma mostraram bem como o esforço de cada um, da sua maneira, para conseguir vencer e ficarem juntos no final.

Deu para observar que o plot de Tsuki ga Kirei poderia ter sido muito bem o de um filme, foi quase como a versão estendida para TV de um. Encaixaram introdução, desenvolvimento e conclusão da história de uma maneira muito significativa que até fica fácil de imaginar em um longa.

A parte visual do anime foi muito bonita, mesmo com o CG dos figurantes andando pela escola que para muitos incomodara muito. Foram belíssimas as fotografias e enquadramentos feitos nas cenas do casal principal juntos, e animação não ficou para trás quando foi necessária. Tsuki ga Kirei apresentou uma linda história que teve começo, meio e fim, com um desenvolvimento e construção de personagens incrivelmente naturais.

Outro ponto legal, para encerrar, foram as esquetes mostrada no fim de vários episódios, retratando o cômico com outros casais do elenco de personagens da escola. Foram muito divertidas essas pequenas cenas. Nota: 8.5/10

2º - Saenai Heroine no Sodatekata 2 ♭

Fonte: Light Novel
Gênero: Harém, Comédia, Romance, Escolar
Diretor: Kanta Kamei (Saekano 1, Dimension W)
Estúdio: A1-Pictures
Episódios: 13 (0 a 12)
PV1 PV2

Sobre: Segunda temporada. A história é sobre um colegial que com a ajuda de várias garotas ao seu redor tenta criar uma visual novel e desenvolver uma heroína perfeita.


Review
Saekano 2 foi divertido com esse elenco carismático e estranho de personagens, mas o anime também desenvolveu um drama na construção individual de cada um. Foi muito necessário pelo que vinha sendo mostrado desde o início da história - na primeira temporada.

Desenvolveram os problemas e angustias das personagens, bem como colocaram um clímax para a história já iniciada, e começaram, como encerramento da temporada, um novo arco como conciliamento das personagens e um final incrivelmente legal [ao menos para mim] sobre a questão de casais no anime.

Envolver um mini-harém em uma obra é complicado por parte dos fãs que podem ficar frustrados se o protagonista não acabar com a garota que acham a ideal, mas aqui não ocorreu um romance fechado e conclusivo. Fora as provocações que sempre existiram no anime, como dito, houve uma surpresa bem legal para aqueles que torciam para uma das personagens.

Saekano cumpriu bem o papel de sua segunda temporada e chegou a ser surpreendente na forma como a narrativa percorreu a história com trechos sérios envolvendo o emocional do elenco. A parte visual do anime foi muito bem feita e a direção trabalhou muito bem em vários cortes e cenas de impacto visual que trabalham diretamente com o sentimento dos personagens. Nota: 8/10

1º - Eromanga-Sensei

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Romance
Diretor: Ryouhei Takeshita (Gekkan Shoujo Nozaki)
Estúdio: A1-Pictures (SAO, Shigatsu Kimi no Uso)
Episódios: 12

Sobre: A história gira em torno de Masamune Izumi, um autor de light novel colegial. Sagiri é a irmã mais nova de Masamune que não saiu do seu quarto por um ano inteiro, e força seu irmão a fazer suas refeições e trazê-las à ela. Masamune deseja que sua irmã deixe seu quarto, pois ambos são a única família que um ao outro têm. O ilustrador das novels de Masamune, chamado 'Eromanga' desenha realmente imagens muito pervertidas, porém são imagens de muita qualidade. Masamune nunca encontrou com seu ilustrador e por isso imagina que ele seja realmente um otaku nojento e pervertido, porém a verdade é revelada... o dito 'Eromanga-sensei' é sua própria irmã mais nova. Para aumentar o caos entre os irmãos um bela garota que é líder de vendas em mangás shoujo se torna rival deles.

Review
Ainda com as problematizações sobre ser ou não certo uma relação entre irmãos [que não são de sangue] e o possível abuso das personagens femininas no anime, Eromanga Sensei serviu para mim como o anime mais divertido de assistir da temporada - e é por isso que está na primeira posição.

Um elenco extremamente carismático e engraçado que proporcionaram muitas risadas e cenas cômicas, fez com que eu nem percebesse o tempo passar assistindo os episódios e muito menos me desse conta do quão errado poderia ser qualquer coisa que acontecia naquele anime.

A protagonista feminina tinha uma carisma enorme em especial, e fez com que provavelmente todos que assistissem ao anime a gostar dela de maneira ou outra (e dessa vez não precisava ser lolicon!). A série trouxe um desenvolvimento muito bacana dela com seu irmão, não só no possível romance entre os dois, mas na relação entre membros de família com todos os dramas vividos pelos dois. Houve uma notável recuperação da Sagiri graças ao seu irmão e aos desdobramentos ocorridos com ajuda dos outros personagens que foram aparecendo ao decorrer da série, e isso foi muto legal. Não deixaram de desenvolver cada um individualmente além do próprio foco das light novels do protagonista.

A produção do anime foi ótima, nem parece que o diretor realmente estava mendigando por animadores freelancer no Twitter meses antes da série estrear. Cada episódio que passava ficava mais consistente, e em alguns, esbanjaram animação fluída desde em movimentos detalhados até os mais simples. As gesticulações e expressões em geral dos personagens (principalmente da protagonista feminina) foram muito bem transpassados por essa ótima animação do anime. Eromanga Sensei foi um bom anime e um ótimo entretenimento. Nota: 8/10

***



Nenhum comentário:

Postar um comentário


HGS Anime - 2016